Kit-Sobrevivência: Visita às Caves de Vinho do Porto

  • Algumas surpresas na degustação: porto rosé e branco.
    Algumas surpresas na degustação: porto rosé e branco.
  • Os barquinhos que levavam os barris pelo Douro.
    Os barquinhos que levavam os barris pelo Douro.
  • Um pouco de história não faz mal.
    Um pouco de história não faz mal.
  • A cave Sandeman.
    A cave Sandeman.
  • blogger-image-2004899749

As caves de vinho do Porto na realidade não ficam no Porto, mas em Gaia, que, por sua vez, fica do outro lado do rio Douro, mas não se assustem, a ponte só parece grande, e você pode atravessá-la a pé em menos de 5 minutos (só tenha certeza que fará isso pela parte de baixo da ponte).

A melhor visita a caves depende de muitas variáveis: um bom guia, um grupo pequeno, o lugar etc. E isso vai muito da sorte, mas existem alguns detalhes que podem fazer a diferença. Segue as minhas dicas para tornar essa experiência inesquecível.

Recomendações

Posso te passar algumas recomendações que fazem diferença. A primeira é fazer uma reserva pela internet. Acho que isso pode ajudar a organizar muito seu tempo de viagem. Não que você não vá conseguir fazer a visita, mas quem quer esbarrar com um grupo gigante e ter que esperar durante horas?

Nós fizemos reserva para as três caves do grupo sogrape. Esse é o grupo dos vinhos da Sandeman, Offley e Ferreira. A Sogrape oferece outros tipos de visitas: uma clássica; uma com degustação detalhada e até uma visita à cave e à vinícola (um pouco longe – 100km -, mas pode valer para quem estiver de carro). É só entrar no site e escolher.

Minha ressalva: acho que a visita as três caves só vale para apaixonados. Se não for seu caso, fique com a opção de degustação clássica.

A nossa cave preferida foi a Sandeman. Quer saber o por quê?

1) Fizemos a visita sozinhos (tentem reservar nos primeiros horários são os mais vazios);
2) O guia foi ótimo (nos recebeu com trajes associados à marca, e não foi tão turistólogo quanto parece). O nome dele é Roberto Carlos, e vocês podem pedir para fazer a visita com ele. É só especificar no e-mail de reserva;
3) Foi a cave que achamos mais bonita. Tinha até uma pequena galeria antes de entrarmos.

Se você estiver com pouco tempo recomendaria a Sandeman, pelo conjunto da obra.

Também daria uma atenção especial aos vinhos do porto branco. Estes foram uma descoberta mais que feliz na nossa visita. A Offley oferece um porto rosé, que pareceu bem saboroso, e a guia nos recomendou testarmos em drinks com hortelã (o que certamente faremos).

Depois do passeio, você pode ainda pegar um dos barcos típicos que eram usados para trazer os barris da vinícola para as caves.

E aí, ficou com vontade?

Informações: para reservas veja o link do grupo sogrape.

4 comentários

  1. Jussara disse:

    Olá Raphaella! É a primeira vez que estou visitando sua página e esse post não poderia ter vindo em melhor hora. Estava na maior dúvida sobre como agendar, qual seria o melhor tour etc. Assim como a Maryanne, também vou visitar o Porto e também gostaria de maiores informações ou dicas sobre o passeio de barco pelo Douro. Você pretende fazer um post com essas dicas? Ou talvez, pudesse passar por e-mail? Tks!

    1. Raphinadas disse:

      Oi, Jussara,

      Vou te copiar no e-mail para Maryanne. Quem sabe vire um post mesmo. Acho que vocês têm razão.
      bjs
      Rapha

  2. Maryanne disse:

    Oi Rapha, post com timing perfeito! Estaremos no Porto semana que vem meu marido quer fazer um pequeno cruzeiro pelo Douro. Tem alguma dica? bj e thanks.

    1. Raphinadas disse:

      Oi Maryanne!
      Que ótimo! Eu vou te passar por e-mail. Pode ser? Um abraço grande, Rapha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *