3 Dicas Práticas para Salvar sua Viagem em Grupo

  • Foto by "Coffee in the Mountain" (divulgação)

Viajar em grupo pode ser maravilhoso ou uma tortura. Provavelmente, será as duas coisas, em momentos diferentes. Entretanto, existem três truques que aumentam consideravelmente a chance desse tipo de viagem ser um sucesso. Eu te conto:

1) A “Caixinha” – esse foi um segredo que aprendi com um ex-colega de trabalho e tem sido uma salvação! Ninguém resiste a caixinha! A caixinha vai te salvar do caos!

O que é?

Ela consiste em uma sacola, carteira ou qualquer coisa do tipo, em que todos os viajantes devem colocar uma mesma quantidade de dinheiro. Este será usado para as despesas comuns e de mesmo valor para o grupo todo (táxi, bilhetes de museu, gasolina, passeios). Por que é tão útil? Por exemplo, imagine que você e seus amigos estão em Nova York, precisam pegar vários táxis durante a viagem. Rachar cada corrida de táxi daria um trabalho danado; um ficar devendo para outro também. Isso sem contar a pressa e o mal-humor dos taxistas. É aí que chega a caixinha, ela tem a função de poupar tempo (afinal só uma pessoa estará fazendo os pagamentos) e eventuais estresse com seus queridos companheiros de viagem.

2) O Roteiro – em viagem de grupo roteiro é fundamental. Sei que tem gente que acha que não, mas é a mais pura verdade. Digo por experiência própria. Mesmo que o grupo concorde em fugir do roteiro – e isso faz parte –, é importantíssimo existir um acordo prévio de como será a jornada de vocês. Se tem mais de uma pessoa viajando, existe mais de uma expectativa a ser correspondida. Fato.

Se achar muito difícil montar um roteiro para você e seus amigos, lembra que estou aqui. Uma pessoa com expertise e fora do grupo da viagem pode ser o ideal para o seu caso. É uma tranquilidade saber que tem alguém de fora preocupado em aglutinar todas as vontades de uma maneira harmônica. Escreve para mim, é só clicar aqui.

3) O “Momento Existencial” – esse item é difícil. Tem gente que precisa de quartos separados, tem gente que precisa separar alguns programas para fazer sozinho, tem gente que só precisa descer para café-da-manhã antes de todos. Sem julgamentos. O importante é definir, desde o início (e se possível antes da viagem), esse momento em precisamos que ninguém nos perturbe.

O convívio durante uma viagem é muito intenso, e fatalmente chegará uma hora em que você começará a lançar olhares mortais para seus amigos. Não se ache uma pessoa horrorosa, você só precisa de um “momento existencial”.

E aí, quais são seus itens fundamentais? Eu gostaria de saber. Se quiser deixar seus itens nos comentários, será um prazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *