Dominando os Transportes Públicos no Japão – Tokyo e Kyoto

  • O mito dos moços com luvas
  • Clique nessa foto para ver o mapa do metrô de Tokyo
  • Pass da Pasmo é o nosso escolhido
  • Coisas do Japão
Transportes Públicos no Japão

Toda vez que falo sobre o metrô no Japão, tem sempre alguém que fala desses moços com as luvas brancas empurrando as pessoas para dentro dos vagões.

Não se deixe enganar, o metrô de Tokyo é muito melhor que o de Londres e o de Paris (não vamos nem falar sobre o do Rio). Ele é limpo, organizado e vai para todos os cantos da cidade. Tem a hora de pico em que fica cheio, mas só em alguns pontos.

Metrôs

Em Tokyo, a malha ferroviária é tão boa que é possível passar o dia sem quase andar de fato pelas ruas, mas ainda assim visitar vários lugares. Ele é muito abrangente e ligado a diversos túneis de pedestres que conectam as estações diretamente aos prédios próximos de suas saídas. Muitos desses túneis têm verdadeiras galerias de lojas, mercados etc. É uma outra organização urbana, bem diferente da nossa.

Já Kyoto é daquelas cidade que vale mais usar o ônibus do que o metrô (aqui vai um mapa das linhas). Além das linhas de ônibus clássicas, existe o Raku Bus. São três linhas com uma função mais turística e, por isso, têm informações em inglês.

Aplicativo: o Arukumachi Kyoto app serve para ajudar nos deslocamentos na cidade. Ainda não testei, mas me pareceu muito salvador! 😉

Como Comprar

No metrô, o preço do bilhete varia conforme a distância a ser percorrida. Para saber o valor é preciso olhar o mapa de estações a partir da estação de ingresso, que fica usualmente perto das catracas e logo acima das máquinas de venda dos bilhetes, cada parada terá um nome com um valor do percurso logo abaixo.

Não é preciso desespero, pois as máquinas tem a opção de conversão para Inglês. O mais importante é guardar o bilhete após entrar pela catraca. Você precisará dele para sair.

Cartão para Tokyo

Se for usar muito metrô, ônibus e trens JR , você pode optar por um cartão pré-pago da SUICA ou PASMO, que podem ser adquiridos com um depósito de JPY 500 (2015). Eu prefiro o cartão PASMO, mas veja o que vai mais ao seu gosto.

Neles você pode creditar ienes e não precisa mais comprar bilhetes individuais cada vez que quiser usar o metrô. Vale dizer que eles servem também para o sistema de trens, para alguns táxis e até mesmo para fazer compras em minimercados. É uma maravilha!

Cartões para Kyoto

Para Kyoto acho que existem dois cartões realmente interessantes para você considerar.

O primeiro é o Kyoto Bus Only Passes. Este é um passe para você usar de maneira ilimitada o ônibus durante um dia (adulto: ¥500 e criança : ¥250 em 2015). O bilhete único custa ¥200.

A segunda opção é o Kyoto Bus and Subway Passes. Com este passe você também tem direito ao metrô, mas paga um pouco mais. Um dia para um adulto sai por ¥1.200 (criança ¥600). Dois dias sai por ¥2.000 (criança ¥1.000).

Importante! o melhor lugar para comprar esses passes é a Kyoto Station (Information Center).

Japan Rail Pass

Vale muito a pena se você for circular pelas duas cidade. Te digo o por quê:

1) Se usar o pass do aeroporto de Narita para Tokyo e de Tokyo para Kyoto (Shinkansen – trem-bala), só isso já faz valer a sua compra.
2) Com este passe você também pode circular pelos arredores de Tokyo usando os trens JR (mas provavelmente precisará usar o metrô normal, então só ele não basta).
3) Apesar de não poder ser usado nas linhas de trem privadas (em Kyoto tem várias), é possível usá-lo na Yamanote line, uma das linhas mais convenientes para os viajantes em Tóquio .

Vale lembrar! Apenas aqueles com visto de turista podem usar esse passe. Também é necessário comprá-lo a partir do seu país de origem (vale ver com um agente de viagem ou esses operadores autorizados).

O Ricardo Freire escreveu um post maravilhosamente conciso sobre este passe. Clique aqui para lê-lo.

Etiqueta nos Vagões

Os japoneses não falam no celular dentro dos vagões, só nas estações, e com muita educação. Uma vez vi uma menina virada para a parede falando baixinho no celular (achei incrível cuidado para incomodar quem estava a volta). Em compensação eles usam muito o telefone para enviar mensagens dentro do metrô sem problema algum.

Dormem, lêem e teclam, são essas as atividades. Conversar, só baixinho, como disse antes. Depois de um tempo você passa até a gostar desse momento de solidão coletiva. Eles também não têm o costume de comer dentro dos vagões, só em viagens longas e somente nos trens, nunca no metrô.

Conselhos Finais

Em Tokyo, não aconselho ônibus, e táxis devem ficar para aqueles momentos nos quais não é mais possível andar (a gente sabe o que isso, não é?).

Essa é a minha opção econômica, se você quiser só ficar nos táxis, a prerrogativa é sua, mas o trânsito da cidade é muito lento e a tarifa dos táxis é bem alta.

Em Kyoto, o sistemas de metrô é menos desenvolvidos, por isso os ônibus e táxis acabam sendo a primeira opção (por outro lado, tem também um sistema de “tram” super interessante).

Embora seja uma forma mais cara de circular pela cidade, táxis oferecem uma vantagem estratégica aos viajantes que tem pouco tempo e muita vontade de ver tudo no coração. O meu conselho aqui é, se permita considerar todas essas opções, inclujá que não é preciso esperar por eles e podem deixar os passageiros aonde for necessário.

———————-

E aí, gostou das dicas?
Então, para que sua próxima viagem seja realmente incrível, que tal investir em algo mais personalizado como um roteiro sob medida feito pelo Raphinadas? Basta entrar em contato comigo, por aqui , e a gente já pode começar a planejar! 

2 comentários

  1. Ciça Schurig disse:

    Altas dicas importantes! Vou na boa então combo Pasmo+rail pass. pra ser feliz. O post do Ricardo Freire é ótimo, aliás o site dele é fantástico, ótima indicação. Temos que brindar com um sakê para agradecê-la por este post maravilha Rapha! Um beijo e muito obrigada!!

    1. Raphinadas disse:

      Ciça,
      Amei a ideia do brinde com sake. Guarda essa ideia! Pasmo é ótimo. Eu inclusive guardo meu, pensando sempre na próxima viagem. Obrigada pelo incentivo!
      beijos,
      Rapha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *