O Cotidiano e Algumas Curiosidades sobre os Pubs Londrinos

Pubs Londrinos

Ponto Alto: muita história e bons pints
Ponto Baixo: é preciso saber escolher
Categoria em viagem: para um final de noite
Recomendação: Princess Louise em Holborn

 

Esse é um post bem antigo que tinha escrito a partir da minha segunda visita a Londres. Mal sabia eu, que estaria morando por aqui alguns anos depois. O interessante é que minha opinião sobre a cidade e seus pubs continua a mesma.

Londres continua apaixonante, e os seus pubs continuam fazendo parte do charme por aqui. Estou te esperando por aqui.

Se você quiser me contratar como guia, clique aqui  <3

Espero que gostem do texto e das dicas…

Foggy London

Se você está se preparando para passar uns dias em Londres esqueça toda essa baboseira sobre a cidade ser um lugar que chove muito ou sombrio. Abra seu coração para a Foggy London e se deixe arrebatar por sua cultura, arquitetura, seus dias acelerados.

Aceite o pacote completo, o que inclui uma garoa aqui e ali, talvez uma chuvinha mais pesada, nada de mais. O sol sempre chega… eventualmente. rs

Pubs ajudam no processo de relaxar a viagem

Uma boa maneira de imergir na cultura londrina é conhecendo alguns pubs. Eles ajudarão afogar as possíveis lágrimas de estresse ou frustração. Um fenômeno muito comum em viagens longas, certo? Ou é só comigo/ 😉

Reserve umas horas para conhecer alguns deles. Tente um mais antigo, depois um gastropub. Se estiver vindo no verão, por que não tentar um com jardim interno? Eles são lindos. Vale muito a pena!

O Nome 

Os pubs, “public houses”, costumavam ter a opção de oferecer quartos. São os chamados pubs inn, de public inn, entenderão? Quartos públicos? Achei o máximo quando descobri. Mas, voltando ao assunto, essa modalidade tem se tornado cada vez mais rara na Inglaterra.

Decor

Eu cheguei para morar aqui no verão. Só de pensar em entrar num desses pubs trabalhados na madeira e no carpete, já sentia um arrepio na espinha. Só valia pub com jardim, mesa na varanda e afins. Agora no inverno, contudo, tem coisa mais maravilhosa do que descobrir essa infinidade de pubs históricos e cheios de decoração antiguinha?

Isso sem falar no exterior. Todos muito ornamentados nas suas fachadas, com uma estética bem exagerada e um excesso de flores escandaloso. Amo! Aliás, eu tenho uma teoria de que esse contraste entre exterior florido e interior sóbrio diz muito sobre a psiquê britânica – acho que isso é papo para um post a parte, não é mesmo?

Pub-Amigo

Vocês sabem o famoso boteco da esquina? Aqui temos o pub da esquina, e, como sou uma pessoa criativa, batizei-os de pubs-amigos.

É aquele lugar onde você encontra com os colegas no final da tarde. Pede um saca-rolha para o bartender quando o seu quebra no meio da noite. Se você fizer amizade com os funcionários, eles podem até receber suas encomendas da Amazon – já aconteceu comigo, ok? Se isso não é amizade, o que seria? 😉

Normalmente, o pub-amigo não é o mais bonito, a comida não é das melhores, mas ele te ajuda. Ah, isso é certo, e você pode contar com ele. Pub-amigo é vida nessa cidade louca.

Entre em um deles e viva Londres em uma das suas faces mais autênticas.

Os pubs ingleses não são nada parecido com os botequins cariocas ou os bares de tapas espanhóis. O princípio é o mesmo: um lugar para se frequentar regularmente, comer uma comidinha honesta, tomar umazinha e encontrar os seus. A realidade da experiência, por outro lado, é bem única. Outras cores, outros sabores, outra cultura. Se ainda formos mais longe e começarmos a comparar, veremos o quanto um pub é algo único.

Veja o exemplo dos cafés parisienses. Algo típico e cotidiano… definidor para Paris, e com um mesmo papel como espaço de sociabilidade que um pub, certo? No entanto, no caso dos primeiros, com suas cadeiras viradas para rua, notamos uma diferença crucial em comparação aos pubs londrinos. A graça de um pub não está em observar os transeuntes na rua. A festa está lá dentro. Suas cadeiras estão viradas para o interior, para o balcão.

Iniciando

Eu aconselharia a escolha por um pub histórico e cheio de personalidade. Algo como o Princess Louise ou o Prospect of Whitby. Tenha apenas em mente que comida boa não é sempre um requisito obrigatório nesses lugares. O pub é um lugar de integração social sobretudo!

O toque do sino

Vale a pena visitá-los perto do horário de fechar, o que costuma ser às 22h (vale confirmar, porque eles tem fechado cada vez mais tarde nos últimos anos). Então, é só sentar, pedir um pint e esperar o “toque do sino”. Perto da hora do encerramento o sino é tocado uma vez para avisar aos beberrões que está na hora de pedir a saideira, meia hora depois, ele toca mais duas vezes, agora para avisar que é a hora de pagar a conta. O desespero da última cerveja provoca cenas bem hilariantes. Só isso que tenho a dizer.

Sunday Roast

Como o nome diz, é um assado que é tradicionalmente servido no Domingo. Cada um tem o seu pub que serve o seu sunday roast favorito. Eu ainda estou no processo de provar vários, mas até agora posso dizer que o do The Spaniard’s Inn no bairro de Hampstead Heath é um dos meus queridinhos.

Então, isso é o que temos por hoje! Espero que vocês tenham gostados dessas curiosidades e opinião. Lembrem-se que eu e a Raquel Sol do The London Ginger estamos aqui para ajudá-los a descobrir o universo maravilhoso dos pubs londrinos. Fale com a gente por aqui!

4 comentários

  1. Adriano Lopes disse:

    Adorei o texto e as dicas, Parabéns, espero poder conhecer .

  2. Ludmy disse:

    Ótimo post, Raphaella. Concordo com você que esse papo de Londres Cinza é pros fracos. Viva os pubs!

  3. Cecilia B disse:

    Muito bom post Raphaella! Estou muito animada para vivenciar esta experiência, pois apreciamos muito diversos tipos de “pints”. Bjs

  4. Isso aí, Raphaella, ir a Londres e não ir a pubs é uma heresia. Bora defender a cervejinha nos balcões, o bom bate-papo com os amigos e o fish and chips que nem sempre é dos melhores. hehe

    Beijos,
    Nah e João

    Pra Ver em Londres
    http://www.praveremlondres.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *