L’Epi Dupin: espírito bistrot cool em Paris

  • Patos desfiado na massa filo: para agradecer aos deuses!
  • Ambiente (foto do site: lepidupin.com)
  • Vieiras me seduzem...
  • Pain perdu, damasco e outras coisas maravilhosas
  • O temido quadro negro
  • Restaurante com espírito cool bistrot

O L’Epi Dupin é para quem procura uma cozinha de qualidade (com preço decente). O Chef François Pasteau fez sucesso com este endereço ao juntar o espírito de Bistrot com uma roupagem moderna. Além disso, ele privilegia ingredientes fresco, “du marchés“, e muda seu cardápio mensalmente. 

Para entrar no clima!

Agradecimentos a Bárbara Baltar pela sugestão incrível!

Já tinha feito a reserva para o restaurante no Brasil. Por e-mail, só para garantir. Alguns acharam um absurdo. O que posso fazer? Ele está sempre lotado, e é nosso vício – meu e da Moema. A comida deixa sempre um gosto de próxima vez.

Eu conheci o L’Epi em 2009, a partir de uma recomendação da prima da Moema. Era uma noite de inverno, e a gente chegou lá de táxi, crentes que era um endereço de difícil acesso. Bobagem! A Rue Dupin fica bem na esquina do Bon Marché.

O Bistrot/Restaurante era pequeno, mas estava super agitado. Sentamos, e lá veio um garçom com um quadro negro cheio de opções. O quadro foi colocado em uma cadeira ao nosso lado. Puro espírito bistrot, mas não sabíamos disso (na minha primeira viagem para Paris só comi em lugar trash – um dia conto). Não entendemos nada. Olhamos com cara assustada uma para outra. O garçom também nos encarou, mas com piedade – imagino. Ele explicou tudo de uma maneira engraçada, um pouco rápido demais. Continuamos sem entender rien. O jeito era apelar para intuição e para os deuses da gastronomia.

Preces atendidas!

Estava tudo perfeito. Por isso voltamos. Aliás, acho que ano que vem também não iremos resistir e voltaremos. Existe coisa melhor do que sentir vontade de repetir restaurante em viagem?

Nosso esquema lá é pedir ou um menu tradicional – entrada, prato e sobremesa (38 euros em 2014) – ou o menu degustação (49 euros em 2014), para provar algo mais ousado. Aí, a gente começa a rezar para vir a mesma entrada de pato desfiado na massa filo que comemos nessa nossa primeira visita – de 2009. Dá certo mentalizar (olha nas fotos aqui em cima).

Lá, a culinária é sazonal, então nem adianta descrever muito os pratos aqui. Basta saber que seu único dever ali é desfrutar. Além disso, os vinhos também são incríveis, e estamos na França, então… prove-os!

Curiosidade: todos os funcionários do L’Epi falam inglês, e eles têm duas pessoas que falam japonês e alemão. Vocês sabem do mito do parisiense que gosta de esnobar turistas? Pois é um pouco verdade, mas tem gente investindo em mudar essa postura.

L’Epi Dupin

Endereço: 11, Rue Dupin, 75006, Paris
Telefone: 33 1 42 22 64 56
Horário: seg 19h-23h; ter. sex. 12h-14h30 e 19h-23h e sáb. e dom. fechado
Mêtro: Sèvres-Baylon (linha 10 e 12)
Reserva: reservation@epidupin.com (fundamental)

————

E aí, gostou das dicas?
Então, para que sua próxima viagem seja realmente incrível, que tal investir em algo mais personalizado como um roteiro sob medida feito pelo Raphinadas? Basta entrar em contato comigo, por aqui , e a gente já pode começar a planejar! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *